O que aprendemos na jornada 20 da Liga 23/24 – GoalPoint

33
0

N numa jornada com poucos golos (11), o desperdício e a pouca apetência pelo remate acabam por explicar essa pouca produtividade, mas há mais a ter em conta. Aqui estão cinco factos desta semana que nos ajudam a perceber as tendências dos jogos, os perfis das equipas e dos jogadores.

1. Arouca é o novo mestre do fora-de-jogo

Os arouquenses estão a atravessar uma grande fase, voltaram a ganhar fora e mostraram ser a equipa da Liga portuguesa que melhor domina a arte de provocar o fora-de-jogo. Na visita ao Portimonense, o Arouca precipitou nove “offsides” à formação algarvia, valor mais alto da prova num só jogo. A formação de Daniel Sousa já leva 68 foras-de-jogo provocados, mais cinco que o emblema segundo colocado, o Rio Ave, que disputava com os arouquenses o lugar cimeiro na “disciplina”, até esta ronda.

[ Os foras-de-jogo em que caiu o Portimonense com o Arouca ]

2. Gil Vicente, uma equipa “macia”

Na Luz, o Gil Vicente perdeu 3-0 e registou o terceiro valor mais baixo de faltas cometidas num jogo. Foram apenas seis (o mínimo são quatro do Boavista em casa do Vizela), sendo que os “galos” são a quinta equipa com menos faltas cometidas no campeonato (242) e a segunda com menos cartões (41).

[ As 242 faltas cometidas pelo Gil na Liga ]

3. Casa Pia e Boavista com alergia ao remate

O último jogo da 20ª jornada fica na história pelos piores motivos. Desde que há GoalPoint (2014/15), nunca um jogo havia terminado sem qualquer remate enquadrado, mas Casa Pia e Boavista conseguiram esse “feito”. Além disso, este foi um jogo com apenas dez disparos, novo mínimo de um jogo do campeonato esta época, sendo que “panteras” (208) e “gansos” (209) são a terceira e quarta formações, respectivamente, que menos rematam na Liga.

GoalPoint-2024-02-05-Casa-Pia-Boavista-Primeira-Liga-202324-90m

4. Avalanchas ofensivas não significam sucesso

A constatação não é assim tão surpreendente, mas o Porto deu uma nova dimensão à ideia. Na recepção ao Rio Ave, os “dragões” fixaram um novo máximo de acções com bola na área contrária num jogo desta Liga (73) e de pontapés de canto (23). Porém, o resultado não saiu do empate, o mesmo destino que o Benfica já havia protagonizado quando definiu o anterior recorde, frente ao Farense.

[ As acções com bola do Porto na área do Rio Ave ]

5. Costinha e as “belas adormecidas” nos “grandes”

O lateral-direito do Rio Ave, João Costinha, esteve com um pé fora dos vila-condenses, associado ao Olympiacos de Carlos Carvalhal, mas acabou por ficar e em boa hora para os rioavistas. Costinha esteve em grande plano no Dragão, acumulando incríveis 11 desarmes, novo recorde da Liga. Andam todos distraídos? 

🇵🇹 88′ | Porto 0-0 Rio Ave

Novo recorde de desarmes na Liga 23/24!!!

É de Costinha, que já leva 11 no jogo de hoje#LigaPortugal #FCPRAFC pic.twitter.com/Y5HIa2l1mu

— GoalPoint (@_Goalpoint) February 3, 2024

Declaración de Descargo de Responsabilidad: Un Autor Invitado escribió y editó este Artículo basado en su mejor conocimiento y comprensión. No respaldamos ni garantizamos estas opiniones y comentarios. No garantizamos el contenido de este artículo. Los lectores deben verificar y usar su juicio antes de confiar en el contenido. Además, las imágenes utilizadas en este Artículo son propiedad de sus Respectivos Dueños. Por favor, utilice nuestro cuadro de comentarios o el formulario de Contacto para informar sobre este contenido. Esta información no es responsable de pérdidas, lesiones o daños.

Previous articleAmérica vs. Real Estelí va por televisión abierta
Next articleMuere el cantante y compositor de ‘Beer For My Horses”, Toby Keith

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here